Biblioteca: Cidades de Papel

large (2)

Ei ei!! lembram-se quando falei que o livro “Cidades de Papel” viraria filme nesse post aqui? Então, no mesmo post eu falei que faria a resenha do livro. Eis que ela está pronta.

DSC07314

Cidades de Papel 

John Green

361 páginas

Editora Intrínseca

DSC07311

Quentin Jacbosen vive sua vidinha normal sem muita ação quando numa noite sua vizinha Margo Roth Spiegelman entra no seu quarto pela janela vestida de ninja e o convoca a fazer parte do seu engenhoso plano de vingança. Ele, que morre de amores por ela desde que eram pequenos e andavam de bicicleta juntos pelo bairro, aceita o convite e juntos eles saem na minivan dos pais de Q seguindo todas as diretrizes da lista de Margo que incluem desde passar no supermercado até invadir a casa dos outros. No dia seguinte, Q vai para escola, mas descobre que Margo desapareceu e é aí que a busca por ela começa. Q acha que ela deixou alguma pista para ele procurá-la e junto com seus dois melhores amigos, Radar e Ben, e a melhor amiga de Margo, Lacey, eles embarcam nas situações mais estranhas só para saber o paradeiro da Margo. No decorrer do livro você sofre junto com Q, porque quando está prestes a encontrar uma pista sobre Margo, ela vai lá e some e você volta as perguntas. E o tempo todo você torce para que ela esteja bem, mesmo querendo matá-la por ter fugido e deixado todos preocupados. O livro é cheio de sentimentos contrários.

DSC07312

O livro não é o melhor do John Green, eu até li criticas beeem ruins, mas sou fã do cara e reconheço que ele sabe escrever bem, mas além disso ele sabe criar personagens cativantes e essa é na minha humilde opinião a maior característica dele como escritor. Não só nesse, mas em todas as obras dele (pelo menos as que eu li) todos os personagens dele são pessoas que quero conhecer mais, desde o protagonista até a irmã da margo ou os pais do Radar. John escreve tão bem que torna tudo interessante. Outra característica que percebi não só nesse livro, foi que ele não se importa em concluir a história totalmente. Ele faz um desfecho, mas você sempre fica se pergunta “O que aconteceu com fulano?”, “O que os pais dele falaram quando ele voltou?” e etc., o que é frustante, mas é real, afinal, a vida continua. Depois do “Felizes Para Sempre” há mais e ele deixa isso claro. Não sei você, mas eu depois de ler “A Culpa É Das Estrelas” queria saber como ficou a Hazel, o Isaac, os pais do Gus, mas não tem como saber. A história caba e ponto e quando você chegar nessa parte do livro você vai me entender.

DSC07313

Eu com certeza recomendo o livro, mas confesso que teve momentos em que achei a história chata, mas isso não me fez não gostar da história. Em breve o filme será lançado e eu já até falei nesse post aqui um pouco sobre o elenco (confere lá depois) e pretendo fazer um post contando mais sobre a adaptação.

Me falem se pretendem ler o livro e aqueles que leram me falem o que acharam.

xoxo

blog

Comenta ae...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s