Porque é mais fácil fugir

Processed with VSCOcam with b5 preset

O que aconteceu? Parte de mim ainda está tentando entender como tudo pode ir tão bem e depois tão mal.

“Lívia, você sumiu de novo.”. É, eu sei, e me sinto péssima por isso vou contar o que aconteceu…

Quando eu estava escrevendo o último post com a resenha de “Um Dia” eu recebi a notícia que o blog estava sem espaço para adicionar mídia. O que é mídia? (pra quem não sabe). Mídia é todo o espaço de fotos e vídeos que tenho para anexar e colocar nos posts e esse espaço estava lotado. Com isso eu fiquei incapaz de fazer qualquer post que necessitasse de uma foto, mas isso é fácil de resolver, é só comprar o pacote premium do WordPress, mas ele custa 100 reais e no momento eu não posso gastar esse dinheiro porque uma segunda coisa aconteceu. Eu perdi meu estágio. É agora estou desempregada. O setor aonde eu trabalhava mudou de turno e coincidiu com meu horário da faculdade, então não tive escolha.

Quando eu me dei conta das coisas que tava acontecendo comigo no começo eu só chorei. Não entendia como num dia estava tudo certo e no outro não. Aqui no blog eu tinha conseguido finalmente me atualizar em todas as tags, as vezes eu atrasava em um assunto ou outro, mas dava conta, no estágio estava puxado, ma eu gostava de lá, a equipe é ótima, e eu tinha acabado de fazer uma conta grande (tive que comprar um celular novo porque o meu quebrou como já contei aqui) então não podia me dar ao luxo de sair. E aí, PUF, o blog não era mais uma opção e meu estágio, bom, tchau tchau.

Como eu disse, no começo eu chorei, mas depois eu só ria, ria da ironia da vida. Isso é um aviso de que você não deve abaixar a guarda um minuto, porque quando você se acomoda você leva uma rasteira da vida que te derruba e te deixa no chão sem ar.

Sinceramente, não sei o rumo disso. Eu estou escrevendo porque precisava falar, precisava me explicar, me incomodava entrar todo dia no blog e me deparar com aquele post parado sem explicação da minha ausência, como seu tivesse sido abduzida. Essa não sou eu. Eu sou comprometida, sou metódica, e isso estava me tirando o sono. Eu ainda não sei o que vou fazer, obviamente não posso pagar agora que estou desempregada, mas ficar parada não estava me levando a nada, pelo menos assim eu sei que parte da minha vida está resolvida, ou pelo menos explicada.

A respeito do meu emprego, não vou procurar nada agora poque tenho que fazer as aulas de moto da auto escola ( a proposito, passei na prova e carro, pelo menos uma coisa boa!!!!) e no mês de outubro vou ficar com a minha vó porque ela vai operar, então por enquanto eu vou ficar em casa, até porque a faculdade está cada vez mais puxada, mesmo ficando em casa de manha e a noite estou dormindo mega tarde para poder dar conta dos trabalhos infinitos, esse é o semestre das maquetes, ou seja, muitas horas de trabalho.

Tento controlar meu lado dramático, mas as vezes é bom deixar ele sair um pouco. Como eu disse, não sei o que vai acontecer, mas prometo que avisarei vocês. Isso não é um adeus, é um “até mais”.

xoxo

blog

Arquitetura e Urbanismo

Olá pessoas!!! Há muito tempo eu venho planejando falar sobre esse assunto aqui, para ser sincera, desde que entrei na faculdade eu tenho tentado escrever, mas só agora (entrando no segundo semestre) é que tive tempo.

Como alguns sabem que eu faço faculdade de Arquitetura e Urbanismo no IFES (Instituto Federal do Espírito Santo). Como já disse estou no segundo semestre e vou falar um pouco sobre o curso hoje.

IMG_20150509_185040

Primeiro vou contar um pouquinho da minha jornada até o mundo da arquitetura. Já quis ser astronauta, cientista, trabalhar na NASA e por muuuito tempo tive Direito como futuro, eu tinha certeza que me tornaria uma Juíza. Até que me vi no mundo da moda, apaixonada por tudo, principalmente pela parte de criação, então eu tinha certeza de que me tornaria uma estilista. Então começou a guerra entre o que eu queria e o que minha família queria, minha mãe principalmente nunca apoiou a idéia deu fazer Moda e se agarrou a idéia do Direito, mas eu sempre bati o pé dizendo que Moda é o que sou e que esse caminho é o que me faria feliz. Essa luta ficou até eu entrar no Ensino Médio e eu estudava para o vestibular de Moda e Direito ao mesmo tempo (já que as duas são de Humanas) até que fui arrebatada novamente, mas dessa vez pela Medicina e começou uma nova saga, fazer Medicina, Direito ou Moda? Direito sempre foi uma coisa de família, mas essa idéia não me fazia mais feliz e fui abandonando, Moda me parecia cada vez mais distante e toda vez que eu entrava nesse assunto eu acabava frustrada, e pela primeira vez todo mundo ficava feliz quando falava que queria fazer Medicina.

IMG_20150328_172615

 

Eu estava feliz com essa idéia, queria me tornar médica legista. Esse era meu futuro! Então comecei a estudar mais a área de Biomédicas, mas o meu amor pelas artes e pelo mundo fashion não deixava de existir e como eu sabia que o vestibular de Medicina era muuuuito difícil, eu secretamente fui alimentando a idéia de juntar arte e moda de uma forma que meus pais aceitassem, então o mundo da Arquitetura apareceu na minha vida e inicialmente eu pensava em fazer Designer de Interiores. Então no terceiro ano eu estava estudando para Medicina e Arquitetura ao mesmo tempo, imagina a loucura!!! E para deixar as coisas mais interessantes eu entrei no curso Técnico em Edificações no IFES na metade do meu terceiro ano, no começo foi por pura e espontânea pressão da minha mãe, mas depois vi que aquilo era o teste drive para saber se arquitetura era meu mundo mesmo. Fiz diversos vestibulares de medicina, afinal, essa era minha primeira e principal opção, mas cada vez esse futuro ficava mais distante então, depois de três anos tentando Medicina eu oficialmente desisti e passei a tentar o vestibular de Arquitetura em mais lugares. Enquanto isso eu gostava cada dia mais do meu curso técnico e no fim do segundo semestre eu tinha certeza de que aquilo era para mim, no fim do meu terceiro semestre eu quase entrei na faculdade no IFES, mas não consegui e nesse fracasso vi que esse era o meu caminho, em 2014 me dediquei estudando para o ENEM e finalmente consegui entrar!!!! Fiquei em êxtase de felicidade, entrei no curso que atendia meus amores, a moda, a criação, o designer, um curso lindo e cheio de amor, e além disse é na minha cidade, é em uma Federal e é na melhor faculdade de arquitetura do estado!!! Eu não poderia estar mais feliz!!!!

Ainda há alguns que acham que eu deveria seguir caminho diferente afinal essa área é um pouco arriscada, mas eu tenho cada dia mais certeza de que esse é o meu futuro.

lidow_2015315171439469

Sobre a faculdade:

Graças ao curso Técnico em Edificações eu entrei na faculdade com uma noção boa do que era o curso de arquitetura e como eu faço faculdade no mesmo lugar eu fiz o curso tércino eu sabia que a faculdade aqui era um diferencial das outras porque aqui é muito mais técnico, temos uma noção maior do calculo do que as outras. Faço matéria com muitos professores do técnico também e por isso tenho noção de muitas matérias. Eu sempre soube que o curso não era fácil, principalmente a parte de calculo que eu sempre tive dificuldade.

IMG_20150320_230920

Não é puxar saco gente, mas tenho excelentes professores e uma coisa que percebo aqui que é diferente de faculdades grandes como a UFES, por exemplo, é que os professores são mais próximos dos alunos, isso beneficia o conhecimento, fazemos muitas atividades fora da sala, aproximando a vida acadêmica da vida real. Além disse tem a cumplicidade entre as turmas, principalmente nossos veteranos queridos!!!

Viagens técnicas também são freqüentes, recentemente fomos para Ouro Preto porque fizemos um artigo científico sobre a cidade e nesse segundo semestre vamos para Inhotim!!!

IMG_20150625_231527

Agora para quem pretende fazer Arquitetura:

Escuto muuuuita gente dizer “Quero fazer arquitetura, mas não sei desenhar”. Esquece isso!!! Arquitetura não é só desenho. Eu mesma sou uma negação. É claro que você vai desenhar, a gente faz isso na maior parte do curso e um bom profissional tem que saber fazer bons croquis, mas para isso temos aulas de desenho e não são poucas, tem Desenho Técnico I e II, Desenho Artístico, Plástica I e II, Projeto Arquitetônico (o famoso PA) I, II, III e IV, alem disso tem outras matérias que não estão ligadas a desenho diretamente, mas a gente acaba vendo, além disso, tem as aulas de computador onde vemos o famoso AutoCAD, o programa de projetos mais usado no mundo. Eu conheço devido ao curso técnico e é muuuito legal, também temos aulas de outro programas como o 3DMax, o SketchUp, o Artantis e outros.

IMG_20150406_143439

Diferente do que muita gente pensa, arquiteto não trabalha só em escritório, eu mesma não tenho planos de abrir escritório particular, tenho vontade de trabalhar com urbanismo, em órgãos federais, ou com tecnologias sustentáveis, esse é outro ponto que a faculdade aqui aborda muito, adoro também a área de patrimônio e tenho vontade de trabalhar com isso. São muuuuitas áreas de atuação. Aqui tem o link da ementa do curso para quem tiver interesse, tem também a grade curricular e as áreas de atuação.

Isso é um pouco da Graduação em Arquitetura e Urbanismo no IFES. Espero que tenham gostado e quem tiver interesse pode deixar aqui todas as perguntas. Estou amando o curso e amando a oportunidade de compartilhar com vocês.

xoxo

blog

 

Provas Finais

large

Olá pessoal! Hoje não estou aqui para falar de Instaweek, ou look ou playlist da semana, estou aqui para avisar que sumirei por um pequeno período. Mas calma, é curtinho mesmo, acontece falta apenas uma semana para o fim do semestre e isso quer dizer que tenho três mil provas e trabalhos para fazer e assim não está sobrando tempo para nada (visualize minha cara de morta). Espero que entendam e me esperem que voltarei cheia de novidades e coisas lindas.

Até mais e me desejem boa sorte!!!

xoxo

blog

Quem nunca se apaixonou no ponto de ônibus?

large

Quem nunca se apaixonou no ponto de ônibus? Ou na fila do caixa? Aquela paixão de cinema. Aquela paixão de “fogo de palha” como dizem os mais velhos. Que arde intensamente, mas que apaga logo. Ela pode não dar em nada, mas a sensação é única.

Primeiro tem o contato visual. Você esta andando na rua e vê na outra esquina um cara que é tudo aquilo que você sempre imaginou como sua cara metade. Estiloso, cabelo com cachinhos bagunçados, alto, um moreno lindo. Ele abaixa para amarrar o cadarço e você se toca de que estava encarando ele e fica corada, sentindo o rubor nas bochechas.

Então você vai andando, mas logo procura um lugar para sentar só para não perder aquela imagem do seu campo de visão e então, no momento que ele vai passando na sua frente ele pega e te olha e você sente que ele pode ver seus olhos através da lentes escuras do seu óculos com a mesma facilidade que ele pode enxergar seu coração e você o olha com a mesma intensidade e por um momento o tempo para, a música toca, o vento sopra como em um comercial de TV. Ele abaixa de leve o queixo e pisca, o mundo volta a girar com a velocidade normal e o cara não esta mais no seu campo de vista. Você sabe que talvez jamais o verá novamente, mas guarda a imagem dele no seu coração e agradece por ele ter te proporcionado esse romance leve e sem corações partidos que durou muito menos do que o tempo que você levou para ler esse texto.


Gente, esse texto faz parte de um dos muitos que eu tenho escrito, tenho um pouco de vergonha, mas decidi compartilhar com vocês, leio muito e isso acaba me inspirando, então escrevo para liberar a alma. Espero que gostem dessa novidade.

xoxo

blog